Estágios de Cozinha

Estágios/Aulas  de Cozinha com Isaura Candelaria

O que são?


Estas aulas são, normalmente,  para uma ou duas pessoas apenas, na COZINHA DO TINKUY, de Terça a Sábado, num horário a combinar,  preferentemente durante a tarde.
Em conjunto, com @(s) participante(s) cozinhamos uma ementa completinha, conversamos sobre o que estamos a fazer, e tentamos acabar a horas para sentar e saborear com calma. Não é preciso tomar notas, pois depois enviamos para casa o texto com as receitas, eventualmente alguma bibliografia com textos e material audiovisual para consulta. Depois do estágio, ficamos disponíveis, via e mail ou telefone, para resolver dúvidas ou perguntas que possam surgir.

O que pretende um estágio de cozinha?

Quero com esta ferramenta transmitir o saber culinário (o know-how) que fui recolhendo ao longo das últimas 4 décadas.  Está dirigido às pessoas que queiram mudar de hábitos alimentícios ou que queiram ampliar e desenvolver a sua actual culinária com novos aportes. Por tanto estas aulas serão  eminentemente práctica: "metendo às mãos na massa" e em "tempo real".


Com certeza que em paralelo discutiremos assuntos relacionados e trocaremos ideias e histórias. Este é um exercício culináio  que gira em torno a preparação de uma Ementa decidida previamente e em conjunto com os participantes, de acordo com suas necessidades. (Por isso vamos precisar que respondam a um breve questionário previamente).


Horário:
De terça a sábado, preferentemente de tarde, a partir das 15h.

A duração será em média de 4 horas, embora podemos alongar mais um pouco se for necessário e se tivermos disponibilidade.


Preços:
50 euros por pessoa (inclui a degustação do que preparamos, texto com as receitas e temática vistas, e apoio post-estágio).

Para aulas de duas pessoas, temos um miminho: o custo para cada participante fica em 45 euros :D

Vos espero!

Isaura Candelaria

Para mais informação e inscrições por favor enviar e mail para: centrotinkuy@gmail.com



Sobre mim:
Sou do signo Touro. Nasci no Perú, há mais de méio século mas moro em Portugal desde 1996.  
Sou cozinhadeira por paixão, gosto de estar ao serviço e de ver as pessoas comerem com satisfação... e acalento em mim o sonho máximo de poder ver desaparecer a fome no mundo.

Lá pelos anos 80 estudei Ciências Sociais (Antropologia Cultural) pelo qual também continuo apaixonada. Na Culinária, encontro enormes possibilidades pois é uma Arte que Sintetiza vários mundos, o subjectivo e o objectivo, a natureza em todas as suas cores, texturas e fenómenos... o mundo dos afectos.

Considero a cozinha como um espaço sagrado (na verdade todo espaço o é),  Nele posso observar tantos aspectos diversos da VIDA em movimento. Em especial do mundo vegetal, na
 horta que teimo em cultivar em paralelo e que me faz feliz testemunha de milagres diários.

O alimento que preparo me conecta também com culturas e histórias humanas (língua, música, formas de cultivo, tradições, etc) assim também com aspectos individuais. 
Pois alimentar o corpo é um começo, depois vai surgindo a necessidade de alimentar também a mente, e o ser mais subtil.

Mas foi por pura necessidade que me atrevi a entrar na cozinha "a séria": quando nasceram os filhos. E já lá vão mais de 20 anos! Foi então que tive de levar à práctica o que já vinha estudando!   Propus-me descobrir -para além da teoria- no dia a dia, uma alimentação saudável e equilibrada  para a família.

Aceitei o desafio de manter a opção vegetariana de maneira coerente, seja nas viagens, seja nas festas de aniversário, etc. Mas a prova maior foi ter de  "competir" com as cantinas e bares das escolas... queria que os filhos sentissem que a comida vegetariana-macrobiótica era tão (ou mais) saborosa e bonita.  Este foi um forte estímulo que me levou a dar os passos seguintes.

Decidi  levar então esta experiência também fora do âmbito familiar.. tive a sorte de cozinhar em diversos ambientes para grupos e eventos, festivais, retiros, cursos, etc.

O que começou por curiosidade há quase 40 anos quando descobri o vegetarianismo, tem continuado de maneira dinâmica.  Fui integrando outras vertentes importantes tais como a Macrobiótica, há mais de duas décadas ou a Terapia Crânio Sacral Bio-dinâmica.

E, nos últimos tempos de maneira natural fui confirmando que a alimentação que mais responde às necessidades do momento presente para mim e para o mundo, é uma alimentação 100% de origem vegertal, orgânica, sazonal quanto baste, produzida por mim, pela  família, ou pelos amigos, localmente.

Sou grata por toda esta experiência vivida, e porque consigo dar-lhe continuidade. Assim, vou criando alimento com sentimento, quase a diário na COZINHA DO TINKUY, projecto inserido no Centro Tinkuy criado o ano 2010 perto do litoral de Sintra.

Por isso e por tanto repito, mais uma vez, um dos meus mantras preferidos: "Gracias a la Vida" <3





Sem comentários:

Publicar um comentário